• Segue conectado
  • |

Feriado Municipal en Valença do Minho

Valença celebra o seu Feriado Municipal, sábado, 18 de Fevereiro, Dia de São Teotónio, primeiro santo português, com um amplo programa de comemorações protocolares, religiosas, culturais e populares. As cerimónias contarão com a presença do Ministro da Administração Interna, Miguel Macedo.

As cerimónias começam em frente à estátua de S. Teotónio, na Fortaleza, onde será colocada uma coroa de flores, às 10h00, em homenagem ao santo.
Seguem-se as celebrações religiosas em Ganfei, local onde decorrerá, também, este ano, a sessão solene, presidida pelo Ministro da Administração Interna. No ato serão atribuidas Medalhas de Mérito Municipal aos historiadores valencianos Major Pereira de Castro e Pinto Neves, em reconhecimento ao intenso trabalho de investigação histórica desenvolvido.

A presença de Miguel Macedo, Ministro da Administração Interna, é um reconhecimento da sensibilidade e atenção do governo para com a região transfronteiriça onde reforçou os efectivos policiais.

Com estas atividades encerram-se as comemorações dos 850 anos do falecimento de São Teotónio que durante 2011 e início de 2012 pretenderam reviver e projetar a imagem do valenciano primeiro santo português. A Câmara Municipal em parceria com a Confraria de São Teotónio, as dioceses de Viana do Castelo, Coimbra, Viseu, Beja e Tui/Vigo, entre muitas outras desenvolveram programas comemorativos.

Breve Biografia de São Teotónio
São Teotónio – 1º Santo Português – O Inspirador e Protetor da Nacionalidade
Para Portugal o primeiro santo, para a Cristandade o padroeiro dos cristãos escravizados, para Valença a sua figura maior, para os tempos da nacionalidade o “Homem de Deus” que deu força espiritual à fundação do país.

Nasceu em 1082 na freguesia valenciana de Ganfei e faleceu em Coimbra a 18 de Fevereiro de 1162.

São Teotónio tornou-se o primeiro santo português, sendo celebrado como o reformador da vida religiosa. Conhecido como padroeiro dos cristãos escravizados, por ter amparado 1000 homens, mulheres e crianças moçárabes, capturados numa incursão à Andaluzia por D. Afonso Henriques.

Publicado o 14 Feb 2012 en Cultura, Valença.
AVISO: Esta entrada ten máis de seis meses desde a súa publicación. É posible que o contido non estea actualizado.
Síguenos na nosa canle en TELEGRAM

Iniciar sesión

Uso de cookies

Este sitio web utiliza as cookies para que vostede teña unha mellor experiencia de usuario.
Si continúa navegando está a dar seu consentimento para a aceptación das mencionadas cookies e a aceptación da nosa política de cookies.
Faga click no enlace política de cookies para maior información. ACEPTAR

Aviso de cookies