A “Casa das Artes” de Porto apresenta a sua programação cultural Dezembro 2020

Cinema, exposições, espetáculos, conferências, concertos e livros

Porto| A Casa das Artes de Porto apresenta un Dezembro 2020 netamente cultural. Um ano atípico e difícil, que dificultou ainda mais a estreia e exibição do cinema português e que manteve filmes menos tempo em sala do que mereciam. Por essa razão, a Casa das Artes dedica o mês de dezembro a alguma das obras portuguesas estreadas este ano.

Abrimos o mês com a exibição do filme MOSQUITO de João Nuno Pinto, estreado mesmo antes do fecho dos cinemas em Março. Filme de abertura do 49º festival de Roterdão, MOSQUITO centra-se na jornada do soldado Zacarias, um jovem português sedento por viver grandes aventuras heroicas durante a Primeira Guerra Mundial.

No sábado dia 5, inserido no ciclo 7 ½, exibimos a obra-prima de Jean-Luc Godard “À Bout de Souffle”. O filme será apresentado por Vitor Ribeiro, diretor do Cineclube do Joane e programador do Close-up – Observatório de Cinema.

Criado a propósito do 75º aniversário do Cineclube 7½ tem como premissa a escolha de um filme por década desde a criação (1945) do Clube Português de Cinematografia – cineclube do Porto. São mais de setenta anos de cinema que o Cineclube do Porto tem vindo a acompanhar. Da película à era digital – a história dos filmes do Cineclube do Porto é também a história do cinema. As sessões terão lugar a cada primeiro sábado do mês.

Na quinta-feira, dia 10, exibimos a primeira longa-metragem de Gonçalo Wadington Patrick, que esteve em competição no festival de San Sebastian e que conta a história de Patrick, um jovem parisiense que descobre que foi raptado em Portugal quando tinha apenas 8 anos. No sábado, dia 12, exibimos o mais recente filme realizado por Rodrigo Areias, Surdina, uma “tragicomédia minhota” escrita por Valter Hugo Mãe, e com a banda sonora a cargo de Tó Trips.

Na quinta-feira, dia 17, exibimos a longa-metragem de José Oliveira, “Os Conselhos da Noite”, uma carta de amor à cidade de Braga. O filme estreou na edição deste ano do festival FANTASPORTO.

No dia 18, numa sessão extra e muito especial, celebramos o centenário do nascimento de Vasco Branco com projeção de algumas das suas obras seguida de uma conversa com a sua família.

Para fecharmos o ano exibimos no dia 19 de dezembro o filme dedicado a Zé Pedro lendário guitarrista dos Xutos e Pontapés, o documentário Zé Pedro Rock N’Roll é realizado pelo Diogo Varela Silva.

Uma programação diversa
Tambem estão a exposiçãos de Hilda Reis “Muita Estima”, de artes plásticas de Hilda Reis, a partir de fotografias órfãs, álbuns perdidos e molduras velhas é criada uma coleção, um álbum inventado; e “Metamorfoses”, de João Vieira, inserida no “Animalidades e Outras Botânicas”, do 12 dezembro a 10 janeiro de 2021. Entrada livre.

O espetáculo Teatro de Marionetas, do grupo Historioscopio, que apresenta “A caixa de nove lados”, um universo oculto repleto de criaturas estranhas e singulares. Dia 19 dezembro, às 15h00, para maiores de 3 anos.

O Concerto “O Figo que prometeste”, de Joana Gama e Sopa da Pedra no dia 6 dezembro, pelas 11h00, tras a sua passagem pelo Festival Bons Sons em 2019,. Colaboram na criação de um concerto/performance para voz, piano e percussão, onde a herança tradicional e a música erudita convivem numa viagem de ida e volta. Entrada livre.

O lançamento online do livro “Fora da Caixa”, o volume III das Histórias para Acordar, de Sofia Coelho Branco. Dia 5 dezembro, às 16h00

A Conferência de Álvaro Domingues “Do Porto ao Grande Porto. Metamorfoses da Urbanização”. Dia 15 dezembro, às 19h30.

O último concerto do Ciclo “À Sexta com Beethoven”, pelo Duo Tramma-Facchini com a participação de Cândido Lima. Dia 11 dezembro, às 19h00. Entrada livre.

Para mais informação.

Outros artigos

Os nosos anunciantes son importantes para nós.
Fainos o favor de desactivar o bloqueador de anuncios ou
engadir este sítio a túa lista branca.

Grazas!