Um 25 de abril solidário com a Ucrânia em Paredes de Coura

Com música e livros a favor das vítimas da guerra

Paredes de Coura | Espetáculos de música com Salvador Sobral, Estilhaços e CouraVoce, e Criatura, bem como as apresentações dos livros de Valter Hugo Mãe e Manuel Tinoco, e a projeção do filme ‘Salgueiro Maia – o implicado’ marcam a evocação do 25 de Abril em Paredes de Coura, com a particularidade de a totalidade do valor dos ingressos para os concertos reverter a favor das vítimas da guerra na Ucrânia.

Assim, já esta sexta-feira, 22 de abril, Salvador Sobral apresenta ao vivo no Centro Cultural de Paredes de Coura o seu mais recente álbum de estúdio. Com lançamento mundial em maio do ano passado, ‘bpm’ assinala a primeira vez que Salvador Sobral se aventura na edição de um disco composto inteiramente por originais de sua autoria, em parceria com Leo Aldrey, que assina também a produção do disco.

“Sangue do meu sangue”, “Paint the town” e “Aplauso dentro” (com Margarida Campelo) foram os primeiros temas extraídos de um conjunto de 14 canções inéditas que arrecadaram elogios da crítica e do público, e que nesta presença em Coura Salvador Sobral faz-se acompanhar de André Rosinha (contrabaixo), André Santos (guitarra), Bruno Pedroso (bateria) e Max Agnas (piano).

Valter Hugo Mãe apresenta ‘As doenças do Brasil’ No dia seguinte, sábado, 23 de abril, o Centro Cultural de Paredes de Coura é palco para um espetáculo de spoken word pelo projeto Estilhaços, de Adolfo Luxuria Canibal, António Rafael (ambos elementos dos Mão Morta), Henrique Fernandes e Jorge Coelho, que se fazem acompanhar pelo CouraVoce. Só a vida em Liberdade proporcionada pelo 25 de Abril de 74, e o gosto de trabalhar a voz em liberdade, tornaram possível a existência destes projetos.

Ao longo da noite o CouraVoce, orientado pelo maestro Vitor Lima, trará a palco o seu repertório, ilustrado em conjunto pelos temas de Estilhaços. A tarde de 25 de abril é dedicada aos Criatura, que apresentam em Coura o disco ‘Bem Bonda’. Acácio Barbosa (guitarra portuguesa), Alexandre Bernardo (bandolim, guitarra acústica e cavaquinho), Cláudio Gomes (trompete), Edgar Valente (voz, teclados e adufe), Fábio Cantinho (bateria), Gil Dionísio (voz e violino), Iúri Oliveira (percussões e Mbira), João Aguiar (guitarra elétrica), Paulo Lourenço (baixo elétrico) e Ricardo Coelho (gaita de foles, flauta transversal, ocarina e palheta beiroa) revisitam a memória popular do território que habitam e que a partir dela se propõem a criar música e arte que nasce de outras formas de olhar, sentir e ser a tradição.

‘Salgueiro Maia – o implicado’ Antes dos Criatura subirem ao palco, o escritor Valter Hugo Mãe apresenta em Paredes de Coura a sua mais recente obra – ‘As doenças do Brasil’. Ainda no plano editorial, também Manuel Tinoco apresenta o seu livro ‘Vou ali e já venho’ na noite de sábado, dia 23, pelas 21h00.

Ainda no sábado (15h00) e domingo (15h00 e 22h00), o filme ‘Salgueiro Maia – o implicado’, sobre um dos maiores símbolos do 25 de Abril e dirigido por Sérgio Graciano, é projetado no Centro Cultural de Paredes de Coura.

Os ingressos para os concertos ao preço de face de 5€, estão à venda no Centro Cultural de Paredes de Coura e na plataforma BOL. Os valores das bilheteiras, na sua totalidade, revertem a favor das vítimas da guerra da Ucrânia.

Outros artigos