Quatro antigas escolas primárias convertem-se em espaços de apoio à população idosa

Deixaram de estar ao serviço da educação mas não perderam a sua função social. Escolas de Merufe, Riba de Mouro, Tangil e Troviscoso “viram-se” para a camada populacional mais envelhecida.

Escola de Riba de Mouro

Monção | Quatro antigas escolas primárias localizadas em diferentes freguesias do concelho vão desempenhar uma nova função, apoiando a população mais idosa. Os respectivos contratos de comodato entre a autarquia e as juntas de freguesia já foram assinados.
Na freguesia de Merufe, a escola do Mosteiro transformou-se na casa do Centro Paroquial e Social de S. Pedro de Merufe, disponibilizando, aos seniores daquela freguesia e freguesias vizinhas, serviços variados como centro de dia, apoio domiciliário e lar.
Para a escola de Santa Marinha, em Tangil, está pensado um espaço de apoio à população idosa no âmbito de cuidados primários de saúde, isto é, medição da tensão arterial e testes de colesterol e glicose. Para o efeito, será estabelecida uma parceria de intervenção entre a junta e a Associação Social e Cultural S. Cosme e Damião.
Em Riba de Mouro, a escola do Cruzeiro, vai reconverter-se num centro de dia, prevendo-se a sua funcionalidade a curto prazo, com a colaboração da referida associação social sedeada em Podame. Futuramente, a junta equaciona a possibilidade de criar um lar de idosos no primeiro andar da escola.
Mais perto da sede do concelho, na freguesia de Troviscoso, também vai ser criado um espaço de convívio e lazer para a população idosa. Será na escola da Gandarela e terá como finalidade criar condições na freguesia para que a camada populacional mais idosa possa recordar outros tempos e confraternizar nos tempos atuais.
Estas escolas foram alvo de requalificação pela autarquia monçanense na primeira metade da última década, encontrando-se, após algumas obras de adaptação espacial e melhoramento de pavimento, caixilharias e quadro elétrico, em condições para receber os idosos, dando seguimento às novas competências.
Esta estratégia de garantir uma função social às escolas desativadas tem sido seguida pelo atual executivo municipal que, aos poucos, vai conseguindo reativar as antigas estruturas letivas, colocando-as ao serviço das comunidades locais.
Algumas estão ocupadas por associações locais. Outras servem, por exemplo, como Biblioteca Municipal (Monção) Delegação da Cruz Vermelha (Ceivães), Museu Regional (Longos Vales), Casa da Música (Tangil), Centro de Dia (Valadares) e habitação social (Lara).

Outros artigos