Multinacional do automóvel criará 300 empregos em Valença do Minho

A norte-americana Lear Corporation abrirá uma fábrica em fevereiro de 2021

Valença do Minho | Quatro novas empresas estão a investir mais de 25 milhões de euros no parque empresarial de Gandra, em Valença, e uma das novas fábricas, do setor automóvel, deverá criar até 300 empregos, anunciou o presidente Manuel Lopes.

Esta nova unidade da multinacional norte-americana de componentes para automóveis Lear Corporation, vai começar a laborar no dia 01 de fevereiro de 2021, criando entre 250 a 300 novos postos de trabalho.

Segundo o autarca, Manuel Lopes, “já começamos a ter alguma dificuldade em mão de obra especializada. Estamos a falar de empresas de vários setores de atividade como o ramo automóvel, automatismos para portas, reciclagem de resíduos e metalurgia. Nos últimos dez anos foram criados cerca de 1.500 postos de trabalho no concelho”, destacou.
Segundo Manuel Lopes a capacidade do parque empresarial em Gandra “está a ficar esgotada”, estando a ser “analisada a sua ampliação, bem como a construção de uma nova zona empresarial”.

“A localização da nova zona empresarial que estamos a analisar é na freguesia de Chamosinhos, próximo do aeródromo do Alto Minho-Cerval, partilhado pelos dois concelhos. A nova zona industrial seria também para servir os dois municípios”, observou.

Já em 2017, os dois municípios vizinhos anunciaram a elaboração do “primeiro plano de pormenor supramunicipal em solo industrial para criar uma nova área empresarial conjunta de 140 hectares”.

Outros artigos

Os nosos anunciantes son importantes para nós.
Fainos o favor de desactivar o bloqueador de anuncios ou
engadir este sítio a túa lista branca.

Grazas!