Inventariação de crustáceos do Aquamuseu de Cerveira publicada em Revista Internacional

Publicação do Conselho Superior de Investigação Científica (CSIC) espanhol

Vila Nova de Cerveira | Uma equipa de investigadores do Aquamuseu do rio Minho, em Vila Nova de Cerveira, inventariou um grupo de crustáceos da Ordem Amphipoda, presente no rio Minho, num trabalho conjunto com o CIIMAR – Universidade do Porto, que viu agora ser publicado na revista internacional Graellsia – uma importante publicação do Conselho Superior de Investigação Científica (CSIC) espanhol, editada, em Espanha, pelo Museu Nacional de Ciências Naturais.

Neste trabalho científico foram examinados 100 exemplares que se identificaram como pertencendo a 34 espécies. Destas, 23 espécies são novos registos para o rio Minho, incluindo uma espécie, Parametopa kervillei Chevreux, 1901, que é um novo registo para Portugal.

Estes invertebrados aquáticos são importantes em termos alimentares para outros grupos de organismos, assim como podem dar indicações da qualidade ecológica do estuário do rio Minho.

O trabalho contribuiu, igualmente, para o conhecimento da biodiversidade do rio Minho e nacional, sendo uma referência de base para trabalhos futuros nesta área.

Deixa unha resposta

Este sitio emprega Akismet para reducir o spam. Aprende como se procesan os datos dos teus comentarios.

Outros artigos