Cantigas ao Desafio em Ponte da Barca

Com o apoio do CIM Alto Minho
Ponte da Barca foi um dos 10 Municípios a receber esta iniciativa sociocultural e musical “De Repente Canta a Gente”.

Ponte da Barca | Ponte da Barca foi um dos 10 Municípios a receber esta iniciativa sociocultural e musical “De Repente Canta a Gente”.

Com o rio Lima ao lado, de repente… soltaram-se as cantigas, num despique acertado, com dois bons protagonistas da desgarrada barquense: Cristiana Sá e Valter São Martinho, desafiavam com o mentor do projeto o grande Augusto Canário. Da disputa ganhou o improviso, o bom humor, a partilha e boa disposição.

Veio depois aquele momento, cheio de magia quando, os mais jovens tiveram que atuar, numa desgarrada, algo preparada e bem conseguida. Estiveram bem, foram aplaudidos. O grande objetivo deste projeto é precisamente a formação e o incentivo, na aprendizagem e na transmissão de valores culturais, enraizados na vida e na história dos nossos antepassados.

Pretende ainda dinamizar a arte da cantiga solta, através da desgarrada, do improviso, da poesia, do desafio. Que é considerado património imaterial do nosso querido Minho.

Houve ainda o tempo para concluir, com outra desgarrada, entre os três artistas, acompanhados por uma excelente orquestra: concertina, cavaquinho, viola baixo, piano. Parabéns aos artistas, que estiveram na linha de frente, sem esquecer outra gente, todos quantos estão na base desta enorme organização, nos arranjos e na preparação.

Este ambicioso projeto teve o apoio da CIM Alto Minho.

Outros artigos