Brasil dá uma mão cheia de prémios a filmes sobre Viana do Castelo

Realizados pelo vianense Flávio Cruz

Minho Digital | O Finisterra Brazil Film Art & Tourism Festival, de Cachoeira, Bahia atribuiu 5 prémios aos filmes “Herança” e “Havemos de ir a Viana”, realizados pelo vianense Flávio Cruz.

Este Festival, que dá destaque à ligação entre a cultura, a história e o turismo, recebeu trabalhos brasileiros, mas também de muitos lugares do mundo, incluindo vários países europeus.

Flávio Cruz, presentemente no Brasil a acompanhar o Festival, relembrou que os filmes vencedores promovem Viana do Castelo, as suas tradições e os seus agentes culturais, e que foram muito bem recebidos tanto pelo júri como pelo público, que se mostrou muito curioso e com vontade de visitar este município português.

Recorda-se que Flávio Cruz é realizador de cinema e televisão. Em 2017, fundou a empresa Ponto de Vista – Produções Audiovisuais tendo já realizado os documentários “Simbiose”, “Noite dos Tapetes”, “Casa-ENVC” e diversos spots promocionais.

Foi igualmente produtor de vídeos para projetos musicais com Miguel Araújo, António Zambujo, Azeitonas, Diana Martinez, Sons do Minho, Contraponto, Grupo Etnográfico de Areosa, entre outros.

“Herança” foi realizado com o apoio da Câmara Municipal de Viana do Castelo e “Havemos de ir a Viana” com o apoio da Comissão de Festas da Sra. d’Agonia.

Deixa unha resposta

Este sitio emprega Akismet para reducir o spam. Aprende como se procesan os datos dos teus comentarios.

Outros artigos