A "interfêrencia" do alvarinho na gastronomía local

Monção | Ao longo do certame, serão confecionados ao vivo vários pratos de carne e peixe tendo como base o vinho Alvarinho. Prevista também a apresentação da primeira jeropiga de Alvarinho.
A par do lançamento de novos produtos, provas organoléticas, conferências e “Conversas Soltas” promovidas pela Real Confraria do Vinho Alvarinho, a Feira do Alvarinho de Monção engloba diversas demonstrações gastronómicas, onde aquele produto endógeno da Sub Região de Monção e Melgaço interage com a gastronomia local.
Com a colaboração dos alunos do Curso Técnico de Restauração da EPRAMI, pólo de Monção, Vasco Pombo, professor do referido curso, e João Guterres, estudioso da gastronomia do Alto Minho, vão confecionar ao vivo vários pratos de carne e peixe em escabeche de Alvarinho.
A iniciativa, que decorre no segundo dia do certame, sábado, pelas 17h00, deverá reunir um considerável número de profissionais e amantes da cozinha local que, mais uma vez, aliará o requinte da tradição com a inovação de novas abordagens com base no vinho Alvarinho.
Além destas demonstrações gastronómicas, com a novidade da apresentação de pratos à base de Alvarinho, o certame, que decorre este fim de semana em Monção, no Largo da Antiga Estação da CP, apadrinhará o lançamento da primeira jeropiga de Alvarinho.

Outros artigos