• Segue conectado
  • |

Registadas marcas que diferenciam Cerveira

“Vi(m)ver Cerveira”, “O Crochet Sai à Rua”, “Cerveira Acústica”, “BIA – Artes e Ofícios Tradicionais”, “Na’tal Cerveira” e “Trovador”. Estas são as seis novas marcas que o Município de Vila Nova de Cerveira registou

cerveira

Vila Nova de Cerveira | Sendo Cerveira reconhecida, nacional e internacionalmente, como a ‘Vila das Artes’, muito pela realização das bienais de arte, há eventos e iniciativas que também têm contribuído para a dinamização cultural do concelho e que fortalecem a sua identidade. Neste sentido, o Município cerveirense apostou, recentemente, no registo de um slogan, quatro eventos e um produto gastronómico, entretanto aprovados pela entidade responsável, o INPI.

De acordo com o autarca cerveirense, Fernando Nogueira, o objetivo é “salvaguardar e preservar aquela que tem sido uma imagem de marca e que, ao longo dos anos, afirma o concelho cerveirense como a capital da descentralização artístico-cultural, pela continuidade de eventos de sucesso e pela aposta em iniciativas e projetos novos que visam a valorização deste património cultural que nos enobrece e que nos identifica”.

Está assim criada a marca “Vi(m)ver Cerveira”, um novo conceito de programação cultural implementado em 2014, baseado numa relação intimista e de maior envolvimento das pessoas, proporcionando uma experiência sensorial única a várias faixas etárias e impulsionando o convite de Cerveira como destino de excelência para visitar e viver.

Não obstante, a concretização deste slogan surge associada à realização de eventos de qualidade, cujo sucesso alavancaram o registo de quatro deles, nomeadamente: “O Crochet sai à Rua”, criado em 2014, como projeto comunitário de ornamentação de ruas e edifícios públicos com elementos em crochet tornou-se viral e um dos cartões de visita; o “Cerveira Acústica” que assenta num ciclo de concertos intimistas, trazendo ao palco do Auditório Municipal grandes nomes da música portuguesa; a “BIA – Artes e Ofícios Tradicionais”, um evento que procura recuperar uma tradição cerveirense que remonta aos anos 80, quando se realizava de forma intercalada com as primeiras Bienais de Arte, com o objetivo de valorizar o artesanato num contexto alargado; e o “Na’tal Cerveira” que se assume como uma programação natalícia para miúdos e graúdos, com o presépio vivo, o mercado natalício, o Concerto de Natal e a Chegada dos Reis Magos.

Na vertente gastronómica, o “Trovador” foi registado como uma marca cerveirense. Trata-se de um doce de castanha muito delicado, não só ao toque quebradiço da massa filo como no sabor requintado a doce de ovo com castanha.

Estas seis marcas juntam-se, assim, à logomarca ‘Cerveira, Vila das Artes’.

Publicado o 27 Abr 2017 en Vila Nova de Cerveira.
Síguenos no noso canal do TELEGRAM

Iniciar sesión

Uso de cookies

Este sitio web utiliza as cookies para que vostede teña unha mellor experiencia de usuario.
Si continúa navegando está a dar seu consentimento para a aceptación das mencionadas cookies e a aceptación da nosa política de cookies.
Faga click no enlace política de cookies para maior información. ACEPTAR

Aviso de cookies